Projeto Conexão Mata Atlântica enfatiza a necessidade da preservação da floresta

O Dia Nacional da Mata Atlântica é celebrado no dia 27 de maio, seu intuito é, acima de tudo, conscientizar a população em geral sobre a precisão de acabar com o desmatamento, retomar o que foi destruído e estender o número de áreas protegidas da Mata Atlântica brasileira, um dos biomas mais antigos do Brasil, originado há aproximadamente 70 milhões de anos.

A Mata Atlântica ajuda a equilibrar o clima, apresenta uma biodiversidade rica e singular, tanto em termos científicos, quanto em formas e cores, como resultado da ação de milhões de anos de seleção natural, ao abriga plantas que podem conter a cura para diversas doenças, é rica em espécies de animais e estima-se que garanta o abastecimento de mais de 120 milhões de pessoas, abrigando rios do porte do Paraná, Tietê, Doce, Paraíba do Sul, São Francisco, Paranapanema e Ribeira do Iguapé.

Diversas instituições e organizações não governamentais realizam ações e projetos em prol da preservação de florestas nativas. O Conexão Mata Atlântica, contempla a restauração ecológica, regeneração natural e práticas conservacionistas, referente à biodiversidade e ao clima em zonas preferenciais do Corredor Sudeste da Mata Atlântica brasileira. O projeto está estruturado em três componentes:

  1. Fortalecimento da capacitação institucional para manejo e monitoramento dos estoques de carbono e da biodiversidade;
  2. Incremento dos estoques de carbono na Bacia do Paraíba do Sul;
  3. Incremento da efetividade e sustentabilidade financeira das unidades de conservação no Corredor Sudeste da Mata Atlântica do Brasil.

Além do foco principal, é voltado também para tomada e manutenção de estoques de carbono da floresta, a partir de um manuseio sustentável da paisagem, com benefícios de mudança do uso do solo e estudos de métodos para regeneração e melhoramento dos povoamentos florestais.

A Finatec é a instituição executora dos recursos providos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), por meio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e tem um panorama integrado pelas ações desenvolvidas e coordenação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTIC), em parceria com os Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

O Conexão Mata Atlântica abriu as inscrições para até 26 de junho, e concede que todos os nomeados recebam recursos para ajuste ambiental e investimentos em suas atividades produtivas. Para mais informações, o edital pode ser acessado nesse link.

Com patrocínio da Finatec, CDT-UnB promove o iNOVATECH; confira programação

Com o intuito de cooperar com o novo retrato empreendedor de Brasília, o Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT/ UnB), com o patrocínio da Finatec, realiza o iNOVATECH.

A proposta é colocar os participantes em contato com metodologias e experiências inovadoras, seja fora ou dentro da universidade, além de ceder espaço para alunos que já colaboram com a universidade nesse aspecto. Desenvolve, também, atividades que disseminam a cultura empreendedora e de inovação para negócios, produtos, serviços e processos.

A primeira etapa do evento aconteceu nos dias 10 e 11 de maio, no Instituto de Química (IQ), com a participação de empresários, pesquisadores da Universidade, Startups, professores e universitários. Nos próximos dias, de 16 a 18 de maio, acontecerá o encontro na Faculdade de Direito (FD) da UnB, cuja programação completa conta com palestras de inovações e específicas, minicursos e mesas redondas em prol de alunos e mestres, e pode ser conferida abaixo:

16/05:

18h: Palestra de Abertura, com Prof. Sanderson César (Diretor do CDT)
19h: Palestra – “A Crise do sistema Democrático”, com Benedito Cerezzo Pereira Filho (USP)
20h: MINICURSO: Seja Criativo e Inovador na Prática, com Gabriel Aragão (Criados para Criar)

17/05:

09h: Mesa redonda – Startup e IoT, com Gabriel dos Reis Wanissang (LAPIN), Sergio Alves (MCTIC/IDP) e Caio César de Mello e Silva (ICTS)
10h: Mesa redonda – Criptomoedas, com Breno Rodrigues Brito (Octabank), Ricardo Fernandes Paixão (UnB) e Marcelo Amarante Ferreira Gomes (LAPIN)
11h: Palestra – Entenda como as regras contratuais podem afetar seu negócio, com Guilherme Chaves (Associação de Jovens Empresários do DF)
14h: Palestra – “Modulação Jurídica em ciência e tecnologia – Desafios e Perspectiva”, com Ana Cláudia Farranha (UnB)
15h: Minicurso – Design Thinking, com Eduardo dos Santos Batista (Grupo DOPFISA) e Maria Eugênia Souza de Athayde Nunes (Grupo DOPFISA)
19h: Palestra – “Startup – do registro ao contrato de investimento”, com Fernando Carrusca Lima Britto (Amaury Nunes & Advogados Associados)
20h: Mesa redonda – Tratamento de Dados Pessoais, com Bruna Martins Dos Santos (LAPIN), Laura Schertel Mendes (IDP) e Thiago Luís Sombra (UnB)

18/05:

9h: Palestra – “Marcas, Patentes e Direitos Autorais: A advocacia da Propriedade Intelectual”, com Lívia Pereira de Araújo (CDT) e Thiago Guimarães Moraes (LAPIN)
10h: Minicurso – Contratos de PI e Transferência de tecnologia, com Lívia Pereira de Araújo (CDT) e Thiago Guimarães Moraes (LAPIN)
14h: Palestra – Empreendedorismo na formação profissional, com Sonia Marise Salles Carvalho (Vice Diretora do CDT)
15h: Minicurso – Canvas e Pitch, com Eduardo dos Santos Batista e Maria Eugênia Souza de Athayde Nunes (Grupo DOPFISA)
19h: Palestra – “Contribuindo para a inovação em direito e tecnologia”, com Henrique Araujo Costa (DireitoTec)
20h: Encerramento

As duas próximas irão acontecer nos Institutos de Ciências Biológicas (IB) e de Artes (IdA), ainda sem data divulgada.

Há dois anos desde sua criação, a iNOVATECH já contou com mais de 8 edições, sendo assim o total de 105 palestras, 35 minicursos e 16 mesas-redondas. Seu objetivo principal é promover um ambiente universitário mais hábil para o mercado de trabalho, oferecendo palestras e minicursos gratuitos direcionados à inovação e empreendedorismo, cuja prioridade é criar oportunidade de negócio e difundir a cultura laboriosa focada na tecnologia e inovação.

DESAFIO iNOVATECH

Para a primeira edição desse ano, o formato do Desafio iNOVATECH que existe desde o primeiro semestre de 2017 foi reformulado. O foco principal é que a equipe consiga ir além da teoria, vendo na prática a inovação em diferentes áreas, e produza alguma base tecnológica para ser apresentada para um grupo de possíveis investidores ao final do semestre, com a oportunidade de ganhar uma orientação do CDT/UnB. É exigido também que o produto ou serviço seja inovador, voltadas às áreas de Direito, Artes, Ciências Biológicas ou Química, isto é, de acordo com o local de onde será realizado o evento.

Os participantes devem se unir em equipes de no máximo 5 pessoas e mínimo de 2, podendo cada um estar escrito em apenas 1 equipe e cada uma pode enviar apenas uma solução, com o objetivo em estimular ideologias inovadoras e criativas dentro da universidade de forma prática, fomentando oportunidades para talentos empreendedores. As etapas e premiações estão descritas no vídeo abaixo e para se inscrever, clique aqui.

Inaugurada a Casa Franco-Brasileira da Ciência

Na última quinta-feira (10), foi inaugurada a Casa Franco-Brasileira da Ciência. Em funcionamento no edifício sede da Finatec desde janeiro de 2018, a casa abriga três importantes órgãos franceses: o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Agronômico (Cirad), o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IRD) e a Campus France, agência governamental de mobilidade e cooperação acadêmica.

A diretora-secretária da Finatec, professora Andréa Santos, participou da solenidade, juntamente com o vice-reitor da Universidade de Brasília Enrique Huelva, a reitora Márcia Abrahão e o embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet. Na ocasião, foi assinado um acordo acadêmico, cultural e científico, entre a Universidade de Brasília e a Embaixada da França. A expectativa é de que, com este acordo e a proximidade ao Campus da Universidade, as ações de intercâmbio acadêmico e técnico-científico sejam facilitadas.

O acordo tem vigência de cinco anos, podendo ser prorrogado, e tem como base quatro ações norteadoras: cooperação científica; desenvolvimento sustentável, agenda clima e governança global; mobilidade acadêmica, científica e cultural; políticas linguísticas.

Foto: Beto Monteiro/Secom UnB

Finatec divulga primeiro edital de Fomento de 2018

Foi divulgado nesta segunda-feira (7) o Edital de Fomento 01/2018, com o objetivo de apoiar a apresentação de trabalhos científicos em eventos científicos nacionais e internacionais que ocorram até 31 de dezembro de 2018. A parceria entre a Finatec e o Decanato de Pós-graduação da Universidade de Brasília determina que apenas professores em exercício e aposentados – registrados e credenciados como Pesquisadores Colaboradores, nos termos da Resolução CEPE nº 171/2006 – podem solicitar o apoio previsto. É preciso também que estejam devidamente credenciados a programas de pós-graduação stricto sensu da UnB e possuirem cadastro atualizado de seus currículos na Plataforma Lattes do CNPq.

Os recursos financeiros destinados é de 200 mil reais,  provenientes da receita financeira da Fundação e foram designados para fomento no orçamento desse ano, após aprovação do Conselho Superior, que são destinados para custo de hospedagem, alimentação, locomoção, taxa de inscrição, impressão de material, passagens aéreas, terrestres e marítimas. A apresentação da solicitação de apoio já está em vigência e será recebida até o dia 31 de maio, e deverá ser feita no site https://www.finatec.org.br/fomento0118, juntamente com as documentações precisas citadas no edital.

Para mais informações do regulamento, processo e disposições gerais, o Edital já se encontra disponível no portal da Finatec nesse link.

Projeto de Lei da Inovação foi sancionado em solenidade no Palácio do Buriti

Foi sancionado na tarde de quinta-feira (3), o projeto de Lei da Inovação nº 1.536, com o intuito de regulamentar o apoio à pesquisa científica e tecnológica e à inovação em prol do ambiente frutuário do Distrito Federal. O projeto de lei foi entregue à Câmara Legislativa do DF em abril de 2017, com autoria do Governo de Brasília.

Durante a solenidade, no Palácio do Buriti, o governador Rodrigo Rollemberg comemorou pelo fato do DF ser a primeira unidade do país a ter uma lei de inovação local e explanou que a medida oferece tranquilidade ao setor, no parâmetro em que facilita a colaboração entre instituições públicas e empresas privadas de suporte tecnológico. “A lei permite compartilhar espaços, laboratórios e equipamentos, e isso cria uma sinergia que busca o desenvolvimento científico e tecnológico”, afirmou Rollemberg.

O projeto de lei é atribuída o plano do governo de fomentar o mercado de tecnologia do DF. A medida se somou à Política Distrital de Ciência, Tecnologia e Inovação – Inova Brasília, instituída pelo Decreto nº 38.126, e à criação do Biotic – Parque Tecnológico — com lançamento previsto até o fim do primeiro semestre desse ano.

Segundo o presidente da FAP-DF, Tiago Coelho, foram apresentadas no encontro propostas de melhorias para a conciliação do texto final. A iniciativa vai propiciar que as fundações fomentem o desenvolvimento de empresas privadas voltadas para área de tecnologia de informação.

“O próximo passo agora com a sanção da Lei – depois de tramitada por consulta pública tanto virtual quanto presencial no Executivo e em audiência pública no Legislativo – vai ser a regulamentação por meio de decreto. E as outras fundações – como a própria Finatec – vão estar sob o Novo Marco Legal, podendo ser usufruída de forma regulamentada. E isso também valerá para o Parque Tecnológico, para subvenção de empresas, cessão de espaço público para o ambiente privado no intuito de desenvolvimento e de inovação, entre outros fatores que a lei permite”, reitera Tiago.

Entre as formas preditas de estímulo estão financiamentos, participação da sociedade e concessão de bolsas por entidades da administração pública, que devem ser usadas para pesquisa acadêmica juntamente às pesquisas científicas de desenvolvimento tecnológico e inovação, desenvolvimento de produtos, processos e serviços estratégicos e histórico do projeto de lei.

Foto: Agência Brasília

 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support