HUB inaugura Laboratório de Diagnóstico Molecular

O diagnóstico rápido e preciso ajuda no combate a Covid-19, pensando nessa e em outras doenças o HUB (Hospital Universitário de Brasília) inaugurou no último dia 05 de fevereiro o Laboratório de Diagnóstico Molecular.
A Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC) firmou uma parceria com a Universidade de Brasília, que destinou R$ 6,5 milhões para projetos de pesquisa para a área da saúde. Desse total, R$ 2,8 milhões foram para a construção, compra de insumos, equipamentos e contratação de pessoal do laboratório. Outros R$ 3 milhões, também do MEC, estão sendo aplicados em outras pesquisas de combate à pandemia.

O laboratório foi equipado com dois ultracongeladores, capazes de atingir a temperatura de -80 graus, além de dois freezers e quatro geladeiras. A equipe é formada por três farmacêuticas e tem salas de paramentação e desparamentação, para garantir a segurança dos trabalhadores.

O espaço de 130 metros quadrados tem capacidade para processar 100 testes RT-PCR por dia. Além das amostras de pacientes e funcionários do hospital, também serão analisados exames usados em projetos de pesquisa desenvolvidos no HUB. Mesmo que tenha sido desenvolvido para analisar os testes de Covid-19, o espaço é uma estrutura permanente para o hospital e futuramente poderá ser utilizado para diagnosticar outras doenças.

Atualmente o Lacen (Laboratório Central de Saúde do Distrito Federal) é o responsável por analisar todos os testes RT-PCR realizados na rede pública de saúde no DF, com o Laboratório de Diagnóstico do HUB a demanda do Lacen vai conseguir concentrar os esforços nas demandas dos outros hospitais, desafogando o fluxo de entrega dos resultados.

O professor coordenador do projeto, Wildo Araújo, agradeceu a Finatec: “Gostaria de informar que a inauguração foi um sucesso. Agradeço o empenho de vocês para a consolidação do laboratório.” finaliza Araújo.

A inauguração contou com a presença de representantes do MEC, UnB, HUB, Ebserh, Lacen e Finatec.

Veja mais fotos:

Novo estatuto da Finatec prevê a criação de Fundo Patrimonial

Na 213ª reunião extraordinária do Conselho Superior da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos que aconteceu no dia 20 de agosto de 2020 por vídeo chamada foi decidido pelos membros do Conselho Superior e da Diretoria Executiva as alterações estatutárias. 

 A principal alteração diz respeito à criação e gestão de Fundos Patrimoniais de CT&I, com intuito de firmar instrumentos de parceria e termos de execução de programas, projetos e demais finalidades de interesse público com organizações gestoras de fundos patrimoniais. 

Leia o estatuto na íntegra clicando aqui.

 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support