Controle burocrático sobre as atividades de pesquisa no país

Fernando Peregrino, presidente do Confies, publicou ontem (26.07) o artigo “A burocracia e o rabo do cachorro” no Correio Brasiliense.

Peregrino aborda a ineficiência do excesso de controle burocrático sobre as atividades de pesquisa no país. Questiona também o fato das preocupações dos cientistas passarem a ser de controle contábil e não mais o resultado de suas pesquisas.

Em 2017 o CONFIES publicou uma pesquisa “O que pensa o cientista brasileiro sobre a burocracia” e revelou que o cientista gasta em média 35% do seu tempo com a burocracia.

(imagem Correio Brasiliense 26.07.2018)

Nota de Falecimento | Professor Márcio Martins Pimentel

É com grande pesar que informamos o falecimento do professor Márcio Martins Pimentel, ex-diretor-presidente da Finatec, na manhã deste domingo (22).
O velório ocorrerá a partir das 12h, na Capela 10 do Cemitério Campo da Esperança, nesta segunda-feira, 23 de julho.
Deixamos nossas condolências à família e aos amigos por esta inestimável perda.

Diretoria Executiva
Finatec – Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos

Por dentro da Finatec: Nova Governança para novos desafios

Por Edson Paulo da Silva, Dr.-Ing.
Diretor Presidente da Finatec

A partir de um diagnóstico corporativo em maio de 2015, a atual Diretoria Executiva da Finatec (Gestão 2015/2017) estabeleceu quatro desafios que deveriam ser enfrentados ao longo da sua gestão, são eles: Reequilíbrio Financeiro; Estabilidade Jurídica; Melhoria da Qualidade dos Serviços Prestados e Resgate da Imagem e da Governança da Finatec. Após dois anos de gestão, esses desafios foram renovados com a recondução dos atuais Diretores para mais um mandato de dois anos (2017/2019).

No que tange o reequilíbrio financeiro, a principal ação empreendida foi a ampliação da atuação da Finatec como Fundação de Apoio de outras instituições além da UnB. Atualmente, a Finatec apoia, desde março de 2018, o Instituto Federal de Brasília (IFB) e, em breve, apoiará o Hospital das Forças Armadas (HFA), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), entre outros. Com isso, a Finatec tem hoje uma excelente perspectiva de conquistar a sua sustentabilidade financeira.

Quanto à melhoria da qualidade dos serviços prestados pela Finatec, foi empreendida uma série de ações, entre elas um robusto investimento em Tecnologia da Informação, que finalmente colocará a Finatec no século 21 em termos de TI, e ainda permitirá a ela vislumbrar um avanço ainda maior na direção conceito de Indústria 4.0. Um outro forte investimento está sendo feito no corpo técnico da Fundação. Um novo Plano de Cargos e Salários e um Programa de Gestão por Resultados estão em fase final de implantação. Com isso, a Finatec conseguirá não somente avaliar mais adequadamente seus colaboradores, mas também atrair e reter talentos.

Em relação à estabilidade jurídica, a Finatec conseguiu solução consensual com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), de forma que três ações judiciais, que se arrastavam há anos, foram arquivadas ou extintas. Dessa forma, a Finatec hoje não possui mais pendências judiciais envolvendo o MPDFT, órgão responsável pelo velamento da Fundação, e, desde 2009, tem as suas contas anuais devidamente aprovadas pela Promotoria de Justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social.

Por fim, ações para institucionalização e formalização de procedimentos e regras foram empreendidas nos últimos anos para restaurar a imagem e a governança da Finatec: criação e adoção de Regimento Interno, Código de Ética e Conduta, Regulamento de Compras de Bens e Serviços, Regulamento de Bolsas e Manual de Negociação de Projetos. Agora, melhor preparada, a Finatec empreenderá uma importante ação no sentido de fortalecer sua imagem como uma Fundação íntegra, marcada pelo rigor no cumprimento da legislação vigente, das regras e de boas práticas: o Programa de Integridade da Finatec. Este programa é parte de um ciclo de reestruturação e modernização de seu modus operandi e de suas relações.

A Diretoria Executiva, assim como o Conselho Superior, estão fortemente comprometidos com o Programa de Integridade e, para tal, estão finalizando a contratação de uma equipe de consultores com ampla experiência em Compliance, que irá conceber e implantar o projeto juntamente com o corpo técnico da Fundação. Espera-se que, com a adoção de medidas voltadas para a prevenção, detecção e remediação de atos de corrupção e fraude, o treinamento do corpo técnico e o comprometimento da alta administração da Finatec, a obtenção do selo Pró-Ética da Controladoria Geral da União seja uma consequência natural, que consolidará o compromisso da Finatec em atuar nos mais altos padrões de integridade, ética e transparência.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support