Controle burocrático sobre as atividades de pesquisa no país

Fernando Peregrino, presidente do Confies, publicou ontem (26.07) o artigo “A burocracia e o rabo do cachorro” no Correio Brasiliense.

Peregrino aborda a ineficiência do excesso de controle burocrático sobre as atividades de pesquisa no país. Questiona também o fato das preocupações dos cientistas passarem a ser de controle contábil e não mais o resultado de suas pesquisas.

Em 2017 o CONFIES publicou uma pesquisa “O que pensa o cientista brasileiro sobre a burocracia” e revelou que o cientista gasta em média 35% do seu tempo com a burocracia.

(imagem Correio Brasiliense 26.07.2018)

Nota de Falecimento | Professor Márcio Martins Pimentel

É com grande pesar que informamos o falecimento do professor Márcio Martins Pimentel, ex-diretor-presidente da Finatec, na manhã deste domingo (22).
O velório ocorrerá a partir das 12h, na Capela 10 do Cemitério Campo da Esperança, nesta segunda-feira, 23 de julho.
Deixamos nossas condolências à família e aos amigos por esta inestimável perda.

Diretoria Executiva
Finatec – Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos

Por dentro da Finatec: Nova Governança para novos desafios

Por Edson Paulo da Silva, Dr.-Ing.
Diretor Presidente da Finatec

A partir de um diagnóstico corporativo em maio de 2015, a atual Diretoria Executiva da Finatec (Gestão 2015/2017) estabeleceu quatro desafios que deveriam ser enfrentados ao longo da sua gestão, são eles: Reequilíbrio Financeiro; Estabilidade Jurídica; Melhoria da Qualidade dos Serviços Prestados e Resgate da Imagem e da Governança da Finatec. Após dois anos de gestão, esses desafios foram renovados com a recondução dos atuais Diretores para mais um mandato de dois anos (2017/2019).

No que tange o reequilíbrio financeiro, a principal ação empreendida foi a ampliação da atuação da Finatec como Fundação de Apoio de outras instituições além da UnB. Atualmente, a Finatec apoia, desde março de 2018, o Instituto Federal de Brasília (IFB) e, em breve, apoiará o Hospital das Forças Armadas (HFA), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), entre outros. Com isso, a Finatec tem hoje uma excelente perspectiva de conquistar a sua sustentabilidade financeira.

Quanto à melhoria da qualidade dos serviços prestados pela Finatec, foi empreendida uma série de ações, entre elas um robusto investimento em Tecnologia da Informação, que finalmente colocará a Finatec no século 21 em termos de TI, e ainda permitirá a ela vislumbrar um avanço ainda maior na direção conceito de Indústria 4.0. Um outro forte investimento está sendo feito no corpo técnico da Fundação. Um novo Plano de Cargos e Salários e um Programa de Gestão por Resultados estão em fase final de implantação. Com isso, a Finatec conseguirá não somente avaliar mais adequadamente seus colaboradores, mas também atrair e reter talentos.

Em relação à estabilidade jurídica, a Finatec conseguiu solução consensual com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), de forma que três ações judiciais, que se arrastavam há anos, foram arquivadas ou extintas. Dessa forma, a Finatec hoje não possui mais pendências judiciais envolvendo o MPDFT, órgão responsável pelo velamento da Fundação, e, desde 2009, tem as suas contas anuais devidamente aprovadas pela Promotoria de Justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social.

Por fim, ações para institucionalização e formalização de procedimentos e regras foram empreendidas nos últimos anos para restaurar a imagem e a governança da Finatec: criação e adoção de Regimento Interno, Código de Ética e Conduta, Regulamento de Compras de Bens e Serviços, Regulamento de Bolsas e Manual de Negociação de Projetos. Agora, melhor preparada, a Finatec empreenderá uma importante ação no sentido de fortalecer sua imagem como uma Fundação íntegra, marcada pelo rigor no cumprimento da legislação vigente, das regras e de boas práticas: o Programa de Integridade da Finatec. Este programa é parte de um ciclo de reestruturação e modernização de seu modus operandi e de suas relações.

A Diretoria Executiva, assim como o Conselho Superior, estão fortemente comprometidos com o Programa de Integridade e, para tal, estão finalizando a contratação de uma equipe de consultores com ampla experiência em Compliance, que irá conceber e implantar o projeto juntamente com o corpo técnico da Fundação. Espera-se que, com a adoção de medidas voltadas para a prevenção, detecção e remediação de atos de corrupção e fraude, o treinamento do corpo técnico e o comprometimento da alta administração da Finatec, a obtenção do selo Pró-Ética da Controladoria Geral da União seja uma consequência natural, que consolidará o compromisso da Finatec em atuar nos mais altos padrões de integridade, ética e transparência.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support