Seminário de Políticas de Telecomunicações acontece novamente na Finatec

No próximo dia 19 de fevereiro a TELETIME e o Centro de Estudos de Políticas de Comunicação da Universidade de Brasília (CCOM/UnB) realizam no Auditório da Finatec, em Brasília, o Seminário Políticas de (Tele)Comunicações. O ministro Marcos Pontes e os secretários Júlio Semeghini (Executivo) e Vitor Menezes (Telecomunicações) estão confirmados no evento e devem apresentar a agenda de prioridades políticas, além de debater com o setor sobre as ações do ministério.

Na programação estão previstos quatro painéis que ao longo do dia discorrerão sobre as perspectivas das políticas setoriais no novo governo, a agenda regulatória para 2019, bem como os caminhos para a modernização da regulação das comunicações.

Mais informações sobre o evento e sobre as condições de inscrição estão disponíveis no site politicasdetelecom.com.br

fonte: http://teletime.com.br/28/01/2019/marcos-pontes-reafirma-que-sgdc-sera-prioridade/

Finatec lança o PROSPECTA programa de captação ativa de recursos para o pesquisador

Ao longo de seus 26 anos de existência, a Finatec, na condição de fundação de apoio, atuou na gestão administrativa e financeira de projetos de pesquisa, ensino, extensão, desenvolvimento científico e tecnológico e inovação. Contudo, historicamente, o pesquisador/docente sempre fez o papel do prospector do recurso cabendo a fundação a formalização das parcerias com os agentes financiadores de seus apoiados.

Com o objetivo de melhorar cada vez mais seu processo de trabalho e atendimento às apoiadas, a Finatec buscou alternativas para ampliar a sua gama de oportunidades aos pesquisadores, criando o Programa de Prospecção Ativa de Recursos para Pesquisa – Programa PROSPECTA

Trata-se de um novo serviço da fundação que contempla a captação de recursos de forma proativa, utilizando seu know how, estrutura e rede de parceiros para buscar fontes de financiamento aderentes aos projetos demandados.

O Programa disponibilizará um portal – PROSPECTA – por meio do qual o pesquisador poderá apresentar seus projetos de pesquisa para os quais ele deseja buscar recursos. A partir do cadastro da pesquisa a Finatec irá levantar possíveis fontes financiadoras e, por meio de estratégias definidas conjuntamente com o pesquisador, elaborar mecanismos para encontrar o financiador mais aderente a cada projeto.

De acordo com o Diretor Presidente da Finatec, professor Edson Paulo da Silva, essa é uma ideia pouco difundida no Brasil, mas que já é operacionalizada em âmbito internacional. “Queremos trabalhar com práticas que já deram certo e que já estão auxiliando pesquisadores em diversas partes do mundo” – ressalta o Diretor.

Qualquer professor vinculado à Universidade de Brasília ou Instituto Federal de Brasília – instituições apoiadas da Finatec – podem cadastrar seus projetos em busca de recursos. Direcione seus esforços para o seu objetivo de pesquisa! Conte com a Finatec para procurar o seu financiamento! Acesse o link e cadastre-se agora mesmo.

​Restaurante da Finatec recebe Selo Alimenta Saúde do CRN-1 e é elevado a espaço de incentivo à saúde

​O FinaRestaurante conquistou mais uma vitória! Em dezembro de 2018 recebeu o Certificado CRN-1 Alimenta Saúde, um reconhecimento do Conselho Regional de Nutricionistas para estabelecimentos que se preocupam em oferecer refeições de qualidade, seguras e nutricionalmente equilibradas para seus clientes.

De acordo com a nutricionista responsável pelo Restaurante da Finatec, Larissa Mazocco, receber o selo foi uma consequência do trabalho desenvolvido. “Elevamos o FinaRestaurante para um espaço de promoção de saúde e, neste âmbito, trabalhar com ações que mudem a visão da gerência, dos clientes e dos funcionários. O restaurante deixa de ser um espaço apenas alimentação para trabalhar hábitos alimentares conscientes de seus clientes.” – argumenta Mazocco.

O selo é obtido a partir do preenchimento de um check-list que contempla as adequações da unidade, como a regularidade do nutricionista responsável técnico junto ao CRN1, condições higiênico-sanitárias, produção de alimentos saudáveis e seguros, sistema de gestão ambiental e sustentabilidade, documentação exigida pela Vigilância Sanitária e atividades desenvolvidas pelo nutricionista.

A Finatec orgulha-se em oferecer muito mais que refeitório aos seus colaboradores e comunidade acadêmica da UnB, mas um espaço de promoção da saúde e consciência alimentar.

O que é o selo?

Aprovado em dezembro de 2013, o selo Alimenta Saúde do Conselho Regional de Nutrição da 1ª região (CRN1) tem como objetivo ser um instrumento de promoção da segurança alimentar e nutricional à população que faz refeições fora de seus domicílios. Com a obtenção do selo, o local passa a ser reconhecido como estabelecimento de incentivo à saúde.

Edital de Chamada: MCTIC e CNPq | Construção de inventários de ciclo de vida

Com prazo final para a submissão de projetos no dia 22 de fevereiro de 2019, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq abriram uma chamada pública para apoiar pesquisas focadas na construção de inventários de ciclos de vida (ICVs).

A produção do inventário de ciclos de vida é uma etapa da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), técnica voltada à compilação de valores, dados e metadados relativos ao ciclo de vida de um produto, desde a extração de matérias-primas, passando pela produção, distribuição e consumo desse bem, até o descarte final.

A ideia é aprimorar a gestão dos recursos ambientais envolvidos nos mais diferentes tipos de produtos, para possibilitar a elaboração de estratégias afim de alcançar o desenvolvimento nacional sustentável. Desse modo, os ICVs são fundamentais para alimentar o Banco Nacional desses cadastros.

Aproveite pesquisador! Submeta o seu projeto!

Para ter acesso ao conteúdo completo do edital, acesse esta página.

Fonte: MCTIC

Aperfeiçoamento na Gestão de Pessoal

A Finatec está sempre atenta para o desenvolvimento integral de seus colaboradores. Suas estratégias englobam atividades de progresso pessoal, físico e emocional dos indivíduos, sempre alinhada com as melhores práticas do mercado.

No âmbito do aperfeiçoamento profissional, a Finatec lançou, em dezembro de 2018, o seu novo Plano de Carreira contemplando um conjunto de caminhos e metas bem definidos para seu corpo técnico.

Nos últimos anos, o plano de carreira deixou de ser um simples benefício oferecido pela empresa para atrair bons profissionais e passou a ser um plano individual, no qual cada colaborador traça seus objetivos.

Essa nova configuração faz mais sentido, afinal nem todo mundo segue a mesma trajetória profissional, passando pelas mesmas etapas dentro da empresa. É por isso que o plano de carreira moderno contempla situações amplas e diversas focadas não só em aumento salarial, mas também no aumento de responsabilidades, aquisição de novos conhecimentos e habilidades, experiências fora do país, melhoria de qualidade de vida entre outras.

De acordo com a Gerente de Gestão de Pessoas da Finatec, Renata Gadelha Sá, o plano foi pensado para atender os colaboradores de forma global. “Estamos empenhados em desenvolver esse colaborador. O novo plano de carreira contempla ações educativas, de saúde e cultura. Todos precisam entender claramente suas oportunidades de crescimento e desenvolvimento dentro da Finatec e o novo plano coloca isso de forma bastante transparente” – revela a gerente.

Antes de dar início à implementação do plano, ainda no primeiro semestre de 2019, a gerência de pessoas se reunirá com cada colaborador para esclarecer dúvidas específicas e formalizar a nova ação.

Com a medida, a Finatec alinha-se às melhores práticas empresariais do Brasil oferecendo qualidade para o desenvolvimento humano.

Qualidade de vida

Além do plano de carreira a Gerência de Gestão de Pessoas implementou sua frente de aperfeiçoamento da saúde do colaborador por meio da ação de Lanches Saudáveis. A pedido da Diretoria, a partir do dia 14 de janeiro, além do almoço balanceado, os colaboradores receberam mais duas refeições: um café da manhã e um lanche pela tarde.

A novidade visa aprimorar os hábitos alimentares do corpo técnico e contou com todo o apoio dos profissionais do restaurante que aderiram a ideia com bastante entusiasmo.

UnB recebe nota máxima em avaliação do MEC

A Instituição, que está avaliada entre as dez melhores universidades públicas do país obteve nota 5 no Índice Geral de Cursos (IGC) do Ministério da Educação (MEC).

“Fazemos parte de um seleto grupo, pois chegamos, pelo quarto ano consecutivo, à nota máxima. Os resultados demonstram que, a despeito das dificuldades, conseguimos realizar ensino, pesquisa e extensão de qualidade e de grande relevância para a sociedade”, celebrou a reitora Márcia Abrahão.

O resultado também é expressivo se consideradas todas as instituições brasileiras de ensino superior, públicas e privadas visto que apenas 35 instituições conseguiram a nota máxima, das duas mil universidades e faculdades avaliadas pelo MEC.

Além do IGC, o Inep divulgou também o Conceito Preliminar de Curso (CPC) das graduações de exatas, licenciaturas e áreas afins. Dos 56 cursos considerados neste ciclo, 66% obtiveram nota 4 no CPC. O indicador considera o rendimento dos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) do ano anterior e variáveis como a formação do corpo docente, a infraestrutura e os recursos pedagógicos.

fonte: ASCOM Unb

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support