Proteja Talks traz o relato de vida de pessoas que tinham por objetivo manter a floresta em pé

No dia 27 de fevereiro, a Finatec recebeu o Projeta Talks, evento inspirado no Ted Talks, que reunir histórias inspiradoras de dez ativistas da causa socioambiental, que compartilharam suas vivências e sonhos para o futuro.

Na ocasião, também foi lançada a plataforma Proteja, uma realização do Instituto Socioambiental, Ipam, Imazon e do Woods Hole Research Center. O site reúne as bases de dados e os acervos das quatro organizações e de outras que aderiram ao portal e permite que o usuário faça seus próprios mapas e infográficos interativos. Também possibilita a formação de uma comunidade interessada nos mesmos temas, pois oferece a conexão entre os vários usuários.

Fórum do Conif aconteceu em fevereiro na Finatec

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) realizou nos dias 21 e 22 de fevereiro, a 92ª Reunião Ordinária do Conif.

O objetivo foi a criação de um grupo de trabalho (GT) para acompanhar e fazer proposição ao texto que estabelece as diretrizes curriculares para a educação profissional e tecnológica. A equipe vai priorizar o esclarecimento do marco legal do Ensino Médio em relação à Rede Federal e a elaboração das diretrizes nacionais nos eixos tecnológicos.

O relator do documento no Conselho Nacional de Educação (CNE), Rafael Lucchesi, participou da Reunião, onde apresentou detalhes da minuta das diretrizes e sanou dúvidas.

O protagonismo da Rede Federal na elaboração do documento era uma reivindicação antiga do colegiado ao Ministério da Educação (MEC).

O Conif uma instância de discussão, proposição e promoção de políticas de desenvolvimento da formação profissional e tecnológica, pesquisa e inovação e atua no debate e na defesa da educação pública, gratuita e de excelência.

 

foto: Assessoria Comunicação Conif

Finatec, seu espaço de coworking e reuniões

Além de realizar a gestão de eventos acadêmicos e culturais, a Finatec também recebe empresas para reuniões e coworking. O mês de fevereiro, recebeu reuniões de duas grandes equipes: a Teletime que atua há mais de 20 anos no mercado e é a pioneira na publicação online dedicada ao mercado de Telecomunicações do Brasil, cobrindo os mercados de banda larga (fixa e móvel) com foco em estratégias setoriais, políticas públicas, regulamentação, tecnologias e marketing e a WWF – Brasil que trabalha em defesa da vida, e para isso nosso propósito é mudar a atual trajetória de degradação socioambiental.

No papel de fundação de apoio, organizamos, planejamos e executamos todos os detalhes para que as reuniões de trabalho se dedicassem exclusivamente aos temas tratados.

Precisa de um local para reuniões corporativas com opção de estacionamento, coffee break, vídeo conferência entre outros serviços? Procure a Finatec.

Aberto o edital de eleição da nova diretoria executiva da Finatec

A Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos – Finatec comunica que elegerá nova Diretoria Executiva, composta por 03 (três) membros, sendo um Diretor-Presidente, um Diretor-Secretário e um Diretor-Financeiro. O Mandato da Diretoria Executiva é de 02 (dois) anos, admitida uma recondução.

O cargo de Diretor-Presidente poderá ser remunerado, sendo o valor da remuneração fixado pelo Conselho Superior. Já os cargos de Diretor-Secretário e Diretor-Financeiro são exercidos em caráter de voluntariado e não são remunerados.

As chapas deverão ser compostas por profissionais da comunidade acadêmica, científica, tecnológica ou empresarial, com notório saber no campo de sua formação. O registro das chapas e todos os documentos exigidos deverão ser protocolizados, em dias úteis, na Sede da Finatec, Av. L3 Norte – Ed. Finatec – Campus Universitário Darcy Ribeiro – Brasília – DF, entre os dias 21 de fevereiro de 2019 a 22 de março de 2019, aos cuidados do Conselho Superior da Fundação. Horário de Atendimento: segunda a sexta das 8h às 17h.

Clique aqui para ter acesso ao edital completo.

Projeto Mata Atlântica, apoiado pela Finatec, capacitará produtores rurais para boas práticas agrícolas e pecuárias integradas à preservação do meio ambiente

O projeto Conexão Mata Atlântica, apoiado pela Finatec, avança para uma nova etapa com foco na valorização dos produtores rurais e na difusão de boas práticas agrícolas e pecuárias integradas à preservação do meio ambiente bem como novas formas de atividades econômicas baseadas em produtos da biodiversidade.

Essas práticas estão ligadas, sobretudo, aos processos de produção orgânica, o entendimento dos benefícios da implementação dos Sistemas Silvipastoril (consórcio de árvores nativas e pasto) ou Agroflorestal (consórcio de espécies florestas nativas e frutíferas), bem como a confecção de produtos artesanais aproveitando-se materiais da biodiversidade como é o caso da palha de taboa, planta típica de brejos.

Desse modo o projeto está propondo a capacitação dos produtores e, nos próximos meses, serão realizadas diversas atividades em modelos produtivos que possam inspirá-los a diversificarem e aprimorarem seus negócios rurais. “Queremos promover um grande intercâmbio de boas práticas entre os produtores atendidos pelo projeto e incentivar práticas inovadoras de produção e negócios sustentáveis”, explica o coordenador executivo, Gilberto Pereira.

Fonte: ASCOM Mata Atlântica do Rio de Janeiro | Fotos: Internet e ASCOM

Sustentabilidade e inovação nos ambientes construídos é tema de pesquisa na UnB

Desde que o homem deixou de ser nômade, a vida em sociedade começou a ser uma de suas preocupações. Ele precisou construir áreas dedicadas para se viver em família e participar da comunidade. Prédios públicos, residências, comércio, escolas, hospitais e muitas outras construções passaram a compor o ambiente social.

Contudo, de lá para cá, o processo da cadeia produtiva da construção civil alterou-se drasticamente. Hoje, todas as etapas são pensadas para que haja o menor impacto ambiental possível.

Com o objetivo de incrementar as pesquisas dessa área, com foco em tecnologias sustentáveis para o ambiente construído nasceu o PISAC. De acordo com a professora pesquisadora da Universidade de Brasília, Raquel Blumenschein, o programa teve origem de uma parceria tríplice. “Eu estava buscando modelos de aceleração de mudanças de paradigmas da cadeia produtiva da construção, quando me deparei com duas oportunidades: uma parceria com a BRE que queria ampliar seus mercados, junto ao seu Diretor Internacional à época, Orivaldo Barros, e representantes da Câmara Brasileira da Indústria da Construção que buscavam soluções para o seu programa de inovação. A junção desses três vetores deu vida ao PISAC” – reflete a professora pesquisadora.

A parceria entre o setor produtivo e a universidade já era realizada desde o ano de 2002, quando a professora Raquel ainda coordenava o LACIS. Mais tarde, com a cooperação da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), do Building Research Establishment (BRE/UK); o apoio do Centro de Excelência Comunidades Integradas Sustentáveis da BRE TRUST/UnB e outros agentes públicos e privados como a FINEP, o MCTIC e a Finatec, foi possível realizar o PISAC.

Trata-se de um centro de referência em tecnologias sustentáveis que trabalha em rede, como catalizador de capacidades técnicas consolidadas no país e internacionalmente, visando à pesquisa e desenvolvimento com foco no ambiente construído. O projeto propõe formas de democratizar tecnologias existentes, incentiva P&D nas esferas públicas e privadas, fortalece a indústria e comunidade local, repensa os paradigmas artesanais da indústria de construção brasileira e integra, por meio de redes, o compartilhamento das expertises, recursos e responsabilidade dos setores envolvidos.

De acordo com Blumenschein um dos principais resultados é a concepção e o desenvolvimento da universidade BIM, projeto de suma importância para o Brasil que está aliado com a estratégia de uso da plataforma BIM (Building Information Modeling) no setor público. “Essa plataforma já está sendo utilizada em vários países e demonstra uma possibilidade de economia nos processos produtivos, já que trabalha os erros dos projetos reduzindo desperdícios, ampliando e otimizando o canteiro de obras. ” – pontua a professora pesquisadora.

Outro resultado é a formação de algumas redes junto à cadeia produtiva para o desenvolvimento de protótipos. O PISAC contempla prototipação, desenvolvimento, testes e monitoramento de soluções, além de capacitação, formação, consultoria e pesquisa para a UniBIM.

“Estamos muito satisfeitos com o PISAC, ele proporcionou a integração de vários departamentos da universidade. Hoje temos uma equipe multidisciplinar da FT, da FGA da FAU e da Psicologia. Professores e estudantes de graduação e pós-graduação envolvidos com várias pesquisas tais como a gestão do conhecimento, sustentabilidade e inovação na cadeia produtiva da indústria da construção. O PISAC tem nos permitido trabalhar com vários departamentos e várias áreas de pesquisa com resultados muito positivos” – comemora a pesquisadora Raquel Blumenschein.

Consultorias do Compliance propõem Ouvidoria para a Finatec

O processo de Compliance e Governança continua a todo vapor na Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos. Desde a implantação do programa em 2018, a fundação já mapeou, identificou e está implementando as sugestões para o aprimoramento e padronização dos processos internos.

Uma das sugestões propostas pelas consultorias, Hage&Navarro, Maduro Company e Valério Pedroso é a implantação de uma Ouvidoria Institucional. Esse canal de comunicação presta o atendimento de última instância às demandas dos usuários dos serviços da fundação que não tiveram os seus casos solucionados no atendimento primário.

No contexto da gestão proativa, o Superintendente Gustavo Condeixa, destaca essa ação de forma bastante positiva. “Nossa ouvidoria reportará diretamente à alta administração da fundação. Conflitos, elogios e sugestões que não foram absorvidos em primeira instância precisam ser resolvidos rapidamente sob pena descrédito do canal” – revela o gestor.

Nesse sentido, a ouvidoria estará alinhada com as práticas organizacionais do Compliance. O ouvidor conhecerá as normas da Finatec, assim como sua legislação, promovendo a ética e a idoneidade na gestão dos assuntos tratados.

Com essa iniciativa a Finatec reforça seu compromisso com a legalidade detectando e tratando qualquer inconformidade de processo que possa ocorrer. De acordo com a Diretoria Executiva, o canal será inaugurado até maio deste ano.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support