Na próxima segunda-feira, 02/08, das 12h às 16h, o site ficará indisponível em função de manutenção na rede da UnB. Agradecemos a compreensão.

O Seminário Políticas de Telecomunicações trouxe as previsões de 2020 para as atividades do setor

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

A Finatec recebe pelo oitavo ano o principal fórum independente de debate e análise dos fatos e balizadores político-setoriais

Realizado tradicionalmente no início dos trabalhos do Executivo e Legislativo, a Finatec recebeu no dia 11 de fevereiro o Seminário Politicas de Telecomunicações 2020, um encontro para pensar, discutir e planejar as políticas setoriais. Nessa edição foram discutidos os desafios regulatórios no mercado de 5G, os caminhos possíveis para a TV paga e a nova relação das Agências Reguladoras com a sociedade.

A especialista em Políticas Públicas da TIM, Camila Monteiro explica algumas previsões do ano geradas a partir do evento “Esse ano a gente tem uma particularidade de conteúdo porque tivemos muitas evoluções no setor de telecomunicações no ano passado. Eu acho muito interessante esse evento já que, por ele ser o primeiro do ano, marca com muita competência o início dessas atividades. Toda a evolução que a gente teve no ano passado foi traduzida aqui e pra mim, do setor privado, entender como o setor público, o Ministério, a Anatel estão vendo o andamento é muito importante e o evento implementa essa visão” – finaliza Monteiro.

Camila Monteiro, especialista em Políticas Públicas da TIM e Adriana Sarkis da GSMA

Organizado pela Teletime (Informação Independente e Confiável) e Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB) o evento reuniu nomes como Arolde de Oliveira (Senador), Miriam Wimmer (Dir. De Telecomunicações do MCTIC), Leonardo Euler (Presidente da Anatel), Alex Braga (Presidente da Ancine), Diogo Mac Cord (Sec. De Infraestrutura do Ministério da Economia) e outros formuladores de políticas e reguladores.

O Diretor Comercial da Datora Telecomunicações, Jorge Alberto Bichara, comenta que já participou de várias edições do seminário “Venho todo ano no evento e ele continua no mesmo nível de sempre, chamando pessoas importantes do setor. O painel da manhã foi muito rico, apesar do Secretário ter falado pouco da PLC 79/2016 que passou a ser lei e ainda falta muita coisa para regulamentar, precisaria focar um pouco mais porque não ficou claro a parte de reversibilidade dos bens” explica Bichara.

Jorge Alberto Bichara, diretor comercial da Datora Telecomunicações

Além das previsões das atividades do setor de telecomunicações, o seminário ainda proporciona um ótimo networking. “O evento é de alto nível e nos ajuda a ver o posicionamento do governo em relação as questões discutidas aqui e tem o networking empresarial que é sempre muito bom; é um momento em que conseguimos encontrar várias pessoas interessantes do seguimento”- finaliza Jorge Alberto Bichara.

Veja as fotos do evento!

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][minti_gallery ids=”24961,24962,24963,24964,24965,24966,24967,24968,24969,24970,24971,24972,24973,24974,24975,24976″ columns=”6″ style=”2″][/vc_column][/vc_row]

Pesquisador “B” Gestão do Agronegócio, Meio Ambiente e Desenvolvimento

Projeto: Institucionalização FAPDF.
Local: FINATEC.
Duração: até 5 meses
Salário e benefícios: R$ 2.500,00 de bolsa auxílio

Carga horária: 20 horas a serem cumpridas no Distrito Federal a serem cumpridas para a consecução do projeto.

Auxiliar nas seguintes atividades:
• Acompanhar e relatar os trabalhos dos grupos de pesquisa nas áreas afetas a gestão no âmbito da FAP-DF
• Acompanhar as ações promovidas pela FAP-DF;
• Promover o fortalecimento de ações de interlocução com os agentes e órgãos da FAP-DF;
• Acompanhar ações desenvolvidas pelos grupos temáticos de pesquisa com objetivo de promover ciência, pesquisa e inovação;
• Auxiliar a implementações de ações decorrentes da governança da FAP-DF.
• Desenvolver atividades de pesquisa, análise de dados, elaboração de textos e artigos;
• Auxiliar o Pesquisador Sênior nas atividades correlatas à área de concentração.

Requisitos Obrigatórios:
• Ser aluno regular de pós- Gestão do Agronegócio, Meio Ambiente e Desenvolvimento (Mestrado ou Doutorado) na Universidade de Brasília;
• Capacidade de comunicação escrita e oral, inclusive elaboração de relatórios, participação em conferências, seminários e reuniões técnico-científicas;
• Residência em Brasília durante a duração do projeto;
• Disponibilidade de no mínimo 20 (vinte) horas semanais para dedicação ao projeto;
• Capacidade de compreensão de textos técnicos e científicos em língua inglesa;
• Capacidade de operação em sistemas de comunicação (correio eletrônico e redes sociais);
• Disponibilidade de horário;
• Ser pró-ativo e ter capacidade de trabalho em equipe;

Requisitos desejáveis:
• Ter completado os créditos obrigatórios requeridos no curso de pós-graduação;
• Possuir conhecimento gestão do agronegócio e gestão de projetos;

Seleção:
Para a etapa 1, deve ser enviado para o e-mail: curriculos@finatec.org.br impreterivelmente até dia 28/02/2020, um único arquivo pdf com o Currículo Lattes, Declaração de Aluno Regular de Pós-Graduação (Mestrado ou Doutorado) da Universidade de Brasília, colocar no assunto: Pesquisador Institucionalização FAPDF –Gestão do Agronegócio, Meio Ambiente e Desenvolvimento.
Para a etapa 2, o candidato realizará entrevista para área de concentração para o qual for convocado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support