Notícias

Descarte Correto

Resíduos gerados na produção de face shields são doados para cooperativa de catadores

Alunos e professores da graduação e pós-graduação de engenharia da Universidade de Brasília (UnB) produziram mais de 20 mil protetores faciais (face shields), desde o primeiro caso de Covid-19. As máscaras foram doadas para médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e agentes da segurança pública, profissionais que estão linha de frente no combate a pandemia desde o início.

Depois de 18 meses de trabalho, os resíduos gerados pelo projeto Produção Vida 2020 foram doados para a Recicla Vida, uma cooperativa de catadores de lixo. Foram entregues milhares de carretéis de plástico, placas de petg e papelão, que deverão ser triturados e vendidos.

“Ajudamos a proteger vidas, sem deixar de lado o cuidado com o meio ambiente”, afirma a Andrea Santos, professora Doutora em Engenharia de Produção, coordenadora do Laboratório Aberto de Brasília da UNB.

A ação contou com o apoio da Fundação de Empreendimento Científicos e Tecnológicos (Finatec), responsável pela gestão do projeto e transporte do material. Entre as prioridades da Finatec está o gerenciamento correto dos resíduos sólidos, por isso desde 2019, possui um plano estratégico para reduzir a sua produção de lixo e, também, realizar a reciclagem e a destinação correta dos rejeitos gerados pela fundação. Parte dos recursos investidos no projeto foi disponibilizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF).

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support