Notícias

  • Notícias
  • /
  • Finatec e CrazyTechLabs discutem os pilares da...

Finatec e CrazyTechLabs discutem os pilares da Indústria 4.0

[vc_row][vc_column][vc_column_text]A Quarta Revolução Industrial já começou e nela quem manda é a Internet. A Indústria 4.0 – como é chamada a nova era – permite a fusão do mundo físico, digital e biológico. Diante disso, cabe o questionamento: Como podemos agregar tal tecnologia aos processos fabris? A resposta foi apresentada na palestra realizada na noite de quinta-feira (26) pelo professor Jorge Maia, fundador da CrazyTechLabs, na Academia Finatec.

No seminário “Indústria 4.0: Quais pilares sustentam esta nova era?”, Maia explicou como o uso de máquinas inteligentes e a conectividade podem aumentar a eficiência das empresas, antecipar falhas, melhorar o processo, integrar equipamentos e personalizar itens em tempo hábil. “Estamos falando de sistemas que se conectam entre si e a base física controlados através de inteligência artificial”.

Esse novo panorama é comandado, principalmente, pela big data, internet das coisas (IoT), gêmeos digitais, inteligência artificial e integração de sistemas. Tudo viabilizado graças à Internet. Vale lembrar, contudo, que a transição para a Indústria 4.0 ocorre paulatinamente e depende de fatores econômicos e estratégicos de cada país. “Essa é a ideia de futuro. O que vemos hoje é uma programação orientada a resolver processos sem, no entanto, serem controlados por uso de inteligência”, comentou Maia.

Um dos pontos principais da Indústria 4.0 se refere à IoT, ou seja, tudo o que está conectado. Trata-se de tecnologias que geram inúmeros insights e valores, como redução de custos, eficiência nos processos e criação de novos modelos. Durante a palestra, o termo foi resumido a junção de hardware, software, nuvem, análises e computação na ponta.

Perspectivas da indústria no Brasil

De acordo com o professor Jorge Maia, a indústria local já possui alguns aparatos tecnológicos rodando, entretanto, o custo ainda é um grande entrave, principalmente para pequenas empresas. “Aí entra a ideia de trazer para o Brasil um maquinário customizado, de modo que extraia o melhor da tecnologia, mas com custos adequados”.

O palestrante explicou que há investimento do governo, que fornece liberação de alguns impostos para tentar promover a Indústria 4.0 no Brasil. Uma das propostas é zerar alguns impostos referentes a equipamentos voltados ao mercado.

Sobre o palestrante

Há mais de 25 anos atuando no mercado de tecnologia, o arquiteto e consultor de projetos de inovação e Internet das Coisas (IoT) já foi premiado pela Microsoft como um profissional de alto valor pela sua atuação com a Indústria 4.0.

O interesse de Jorge Maia pela tecnologia o incentivou a criar o CrazyTechLabs, empresa que atua no ramo tecnológico desenvolvendo produtos conectados através da internet das coisas e transformação digital. De olho na relevância da Indústria 4.0, o CrazyTechLabs, em parceria com a Academia Finatec, irá realizar uma série de workshops e cursos voltados para gestores, engenheiros e empresários. São eles:

Workshops

– Criando um dispositivo de Internet da Coisas do zero
– Indústria 4.0: Quais pilares sustentam essa nova era?
– Inovação com produtos inteligentes – uma visão da atualidade
– A tecnologia por trás da inovação no Varejo – Bastidores do Smart Retall

Cursos

– Internet das coisas: do conceito à realidade
– Desenvolvimento de IoT com Microsoft Azure[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][minti_spacer][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][minti_gallery ids=”23829,23830,23831,23832,23833,23834,23835,23836,23837,23838,23839,23840,23841″ columns=”4″ style=”2″][/vc_column][/vc_row]

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support