Notícias

  • Notícias
  • /
  • Finatec marca presença no segundo encontro do...

Finatec marca presença no segundo encontro do Scientific Fast Track

O segundo Scientific Fast Track organizado pelo Programa de Pós Graduação em Engenharia Biomédica – PPGEB e o Laboratório de Engenharia Biomédica – LAB, aconteceu no dia 20 de junho no auditório da FGA e as equipes de Acompanhamento de Projetos e Relacionamento e Negócios da Finatec marcaram presença no evento. 

Debora Maria, Leila Silva, Andreia Ribeiro, Thais Costa, Suellen Carvalho e Anna Carolina Meireles

O foco do encontro foi, além de estabelecer diálogos interativos entre os pesquisadores, também fortalecer a parceria entre financiador público e políticas públicas, grupos de pesquisa e fundação de apoio, abrindo o canal de conversa com os todos os atores que fazem parte do processo de desenvolvimento dos projetos. Ao citar a FAPDF e a Finatec, o professor Mário Rosa destaca: “São duas instituições que podemos chamar de stakeholders, que são aqueles que, de alguma forma, que canalizam a política pública e fazem com que os objetivos das pesquisas sejam alcançados, como esses que a gente vai apresentar e conversar durante o dia.”

Professor Mário Rosa

Além disso, pontuou a importância das emendas parlamentares que a deputada federal Erika Kokay, destinou para os projetos do PPGEB. Presente no evento, a parlamentar destacou as intenções de continuar destinado às emendas para os projetos da UnB no próximo ano: “Eu lembro quando houve o aniversário de Brasília, havia um card que dizia “UnB sua linda, eu amo você”. E a gente continua dizendo  “UnB sua linda, eu amo você”. Por isso, professor, nós queremos reiterar a emenda para o próximo ano, para que vocês possam continuar fazendo o trabalho de desenvolvimento tecnológico a serviço da saúde, sempre levando em conta que a saúde não é apenas o contrato, a saúde é a qualidade da vida.”, afirma a deputada.

Deputada federal Erika Kokay

Na oportunidade, a gerente de Relacionamento e Negócios da Finatec, Suellen Carvalho explicou como funciona o trabalho da Fundação: “Os pesquisadores também são agentes públicos, precisam estar cientes por onde eles podem caminhar. Desde a formalização até a execução. Nós temos uma equipe altamente especializada com jurídico, compras, com gestão de pessoas e a parte financeira. Na universidade, tem um setor de compras nacionais e internacionais. Mas ela compra para toda a Fundação Universidade de Brasília. A Finatec compra para os seus projetos. Ela só contrata para os seus projetos. Isso é um dos nossos diferenciais, porque a gente trabalha diretamente para uma finalidade. E não para atender toda a universidade. E, por fim, a prestação de contas, que é a consolidação de todo esse.”

Gerente de Relacionamento e Negócios da Finatec, Suellen Carvalho

A diretora secretária da Finatec, explica a finalidade da Fundação: “Estamos aqui para viabilizar a sua pesquisa! A fundação faz parte da roda de ciência e tecnologia, criada em 1992 com esse olhar de proporcionar tudo o que os pesquisadores da Universidade de Brasília precisam para desenvolver os projetos. Hoje em dia com o olhar voltado para atuação, como a principal fundação de apoio atuando no Distrito Federal.”, comenta a professora Renata Aquino. 

Professora Renata Aquino, diretora secretária da Finatec

“Costumo dizer que treino fácil, treino difícil, jogo fácil. Então, a partir do momento que a gente começa a ter um bom planejamento com uma equipe aliada, a equipe técnica da Universidade de Brasília, ao nosso time administrativo, jurídico, financeiro, nós temos uma boa execução que vai poder ser observada uma boa entrega técnica e uma boa entrega financeira.”, comenta Suellen Carvalho. 

Ao final, o professor Mário Rosa agradeceu a Finatec: “Muito obrigado pela presença, isso representa muito para nós que fazemos a pesquisa. Obrigado a vocês estarem trabalhando para que a gente consiga fazer a nossa parte. 

“Quando estamos falando de recursos públicos, eles usualmente vêm a  necessidade de uma prestação de contas. E a prestação de contas mesmo é no nível de centavos, onde aquele centavo fica aplicado, o rendimento de aplicação financeira e isso, afinal, até que ela consegue entregar a pesquisador com toda a tranquilidade sem que ele tenha essa preocupação, além de desenvolvimento técnico e desenvolvimento administrativo e financeiro também.”, finaliza Suellen Carvalho.

Confira as fotos do evento:

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support